Sem categoria
Para muitas pessoas o começo do ano é aquele momento de colocar a vida em ordem. Entre as inúmeras resoluções do período estão o controle de gastos, o início de uma nova dieta, a empreitada em um novo negócio e, também, a realização de uma bateria de exames.
A oftalmologista Dra. Márcia Beatriz Tartarella, diretora da Sociedade de Oftalmologia Pediátrica da América Latina, cita os principais motivos para incluir a avaliação oftalmológica no check-up médico de início de ano para começar 2018 sem preocupações e com a saúde em dia.
1. Maioria das doenças oculares são assintomáticas
Muitas das doenças oculares se desenvolvem silenciosamente, por isso são tão perigosas e exigem a realização de exames oftalmológicos preventivos. Doenças de difícil percepção pelo paciente, como glaucoma, catarata e deslocamento de retina, podem ser detectadas num simples exame de vista. Quando diagnosticadas precocemente, podem ser tratadas de forma eficaz e até revertidas.
2. O exame oftalmológico também é válido para acompanhamento e diagnóstico de outras doenças, não necessariamente ligadas à visão
Hipertensão arterial, diabetes, disfunções de tireoide e, até mesmo, tumores estão entre as doenças que podem ser detectadas e acompanhadas pelo oftalmologista. O mapeamento de retina, ou retinografia, mais conhecido como exame do fundo do olho, é o que melhor detecta os sintomas que podem diagnosticar essas doenças. O médico avalia a retina, coroide, nervo óptico e vasos sanguíneos por meio de fotografias.
3. No verão, a incidência dos raios UV é maior (e os perigos causados por ela também)
“A exposição aos raios solares pode causar catarata, câncer de conjuntiva, degeneração macular, entre muitas outras doenças oculares. Por isso, é importante proteger os olhos diariamente, mesmo em dias nublados”, explica a oftalmologista.
4. A prevenção é importante em todas as idades
Crianças, adultos e pessoas com mais de 40 anos necessitam de cuidados diferentes com a visão. É importante passar pela avaliação oftalmológica de rotina em todos os estágios da vida. Para as crianças, é imprescindível que se realize o exame da motilidade ocular, que detecta o estrabismo, e também o de acuidade visual.
Já para as pessoas com mais de 40 anos, em que a probabilidade de vista cansada e de doenças como catarata e glaucoma é maior, é necessário realizar o exame de fundo de olho e a tonometria, mais conhecida como medida de pressão intraocular, em todas as visitas ao médico.
Além da visita ao médico, alguns hábitos simples podem ajudar a manter a saúde ocular. Alimentação equilibrada, evitar fumar, diminuir o consumo de álcool, fazer pausas periódicas da frente do computador e usar óculos com proteção UV estão entre as medidas mais importantes no dia a dia citadas pela oftalmologista.

Fonte adaptada:Ideal H+K